A história do Menino Jesus em Brazlândia DF

Uma história para se contar.

Nos anos 70 Brazlândia já estava sendo transformada em um centro de peregrinação de milhares de devotos do Menino Jesus.

Nos anos 70 Brazlândia já estava sendo transformada em um centro de peregrinação de milhares de devotos do Menino Jesus. Com a vinda da imagem vinda de Roma, uma modesta palhoça e depois uma pequena Igreja de madeira, guardava a valiosa imagem de aproximadamente 200 anos de idade que através dos tempos vem iluminando o mundo com inúmeros milagres. A Imagem que está no Santuário em Brazlândia, foi esculpida por um artista Romano e ficava no Convento das Irmãs do Menino Jesus, nas proximidades da Basílica de Santa Maria Maior, em Roma. A sua transferência para o Brasil chegou a ser ameaçada pelo Ministério da Educação e Cultura da Itália, alegando que a imagem, pelo seu valor histórico e espiritual, pertencia ao patrimônio nacional. Superado o impasse, a imagem veio diretamente de avião de Roma para Brasília. Um dia após a sua chegada exatamente às 15h30 de 23 de setembro de 1972, o arcebispo de Brasília, dom José Newton de Almeida Baptista, entregava a população de Brazlândia a valiosa relíquia. Com a chegada da imagem os milagres foram acontecendo. Um, ocorreu com uma criança surda e muda, que recuperou-se totalmente, depois que a mãe valeu-se piedosamente ao Menino Jesus. Os devotos que visitavam a capela, nos fins de semana, alcançavam inúmeras graças, razão pela qual tornou-se pequena para comportar o grande número de peregrinos procedentes de várias regiões.
Era necessário construir um templo depois de três anos, com a colaboração de todos os devotos, surgia o templo do Santuário Menino Jesus, mas a fé e a religiosidade do povo Brazlandense foi crescendo constantemente e era necessário construir um ainda maior. Em função dessa fé e religiosidade é que o Padre João Ignácio Perius, atual pároco do Santuário, teve a idéia de construir o novo templo com apoio dos fiéis, da comunidade local e empresários da cidade.
Construção que teve início em 2000

Para a surpresa de muitos e com a graça de Deus, a construção iniciou-se com doações dos fiéis, festas religiosas, bingos, bazares e ajuda de pequenos empresários da cidade.
O Santuário ainda não está acabado, mas já recebe pequenas Romarias em Brazlândia, como por exemplo, peregrinos de todo o Brasil na festa mais conhecida da cidade. A Festa da Mãe com o Filho, que é realizada todo ano no mês de Maio. Outro evento que recebe muitos Romeiros e devotos do Menino Jesus, é a caminhada de 30 KM que ocorre todo dia 20 de dezembro, para comemorar o dia em que foi dedicado o Santuário. E para expressar esta data tão importante, é realizada uma celebração solene todo dia 20 de cada mês, com a Exposição e Adoração do Santíssimo, o Ofício da Imaculada Conceição, Terço da Libertação, Terço da Misericórdia e Missa de cura. O novo Santuário que ainda não está concluído passa a ser um Centro de irradiação espiritual de muita fé e de muito amor, não somente no Planalto Central, mas em todo o Brasil. Mais uma vez realiza-se as proféticas palavras do Menino Jesus em uma aparição no século XVI: Quanto mais me honrardes, tanto mais vos favorecerei.
A importância dos Santuários na história do Cristianismo. A função de todos os Santuários é despertar a fé, celebrar a reconciliação e reanimar a esperança. O povo de Deus é sempre atraído aos Santuários. Alguns por curiosidade turística, mas a grande maioria pela busca do mistério, do sobrenatural, do alívio para seus sofrimentos, do milagre, e outras vezes simplesmente movido pelo desejo misterioso de chegar mais perto de Deus. É a busca. Os Santuários são lugares especiais, privilegiados, onde Deus manifesta, de modo muito sensível, a sua misericórdia. Sabemos, pela nossa fé, que Deus, na história da salvação sempre esteve com seu povo, em qualquer terra, em qualquer lugar, em qualquer tempo, mas, por disposição desse mesmo Deus de bondade, certos lugares recebem, de forma única, a sua manifestação. São os Santuários. Desde o Antigo Testamento os Santuários são pontos de referência para quem busca servir a Deus. As festas antigas eram realizadas no Santuário em Jerusalém, para onde se dirigiam os judeus do mundo todo. O Evangelho nos conta que Jesus, sua Mãe e São José iam anualmente a Jerusalém prestar, publicamente, seu ato de adoração a Deus (Lc 2,41-42). Dentro do Cristianismo, inúmeros são os Santuários espalhados pela terra. Já nos primeiros séculos era costume do povo Cristão ir a Roma visitar os túmulos dos Apóstolos São Pedro e São Paulo e essa caminhada a Roma era chamada de romaria. Daí surgiu o termo que usamos ainda hoje para quem vai rezar em algum Santuário. Hoje o Santuário Menino Jesus é o 2º maior do Brasil. Tem capacidade para acolher 10.000 pessoas sentadas e em pé. Possui três pavimentos, uma torre frontal com 50 metros de altura, duas torres laterais com 36 metros cada e uma cúpula com 30 metros. No interior do Santuário, atrás do altar, está o quadro da Santa Ceia, o maior quadro em alto relevo do mundo, obra de arte doada por um casal de Luteranos da Suíça. Na parte inferior está sendo construída a Galeria João Paulo II, um espaço de 3.000 m² onde terá praça de alimentação, lojas, livrarias etc. Assim que esta Galeria estiver pronta já no final de 2001, o Santuário receberá uma doação do Vaticano, de imenso valor histórico, o Papa móvel, veículo usado pelo Papa João Paulo II em suas viagens pelo mundo. Esta relíquia ficará no Santuário, exposta para sempre aos peregrinos e visitantes. Na segunda e última etapa das obras do Santuário, será construído um heliporto, um auditório para 1.000 pessoas, 20 salas para catequese e uma praça para celebrações e festividades religiosas.

Venha conhecer este patrimônio de fé e emoção!

Por Iderlon Calasancio

Fonte: Folha de Brazlândia, Abril de 2012

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *