K7brasil

Detalhes do autor

Data de registro: 8 de maio de 2014

Últimos posts

  1. Vasco e Vila Nova jogam, terça-feira, no Mané Garrincha — 23 de maio de 2016
  2. Riascos sai do banco para manter Invencibilidade do Vasco — 31 de março de 2016
  3. O Brasília se classificou para a próxima fase dos playoffs — 17 de abril de 2015
  4. BC lança segundo lote de moedas comemorativas dos Jogos de 2016 — 17 de abril de 2015
  5. O UniCEUB/BRB/Brasília liderada a série Oitavas de Final — 15 de abril de 2015

Posts mais comentados

  1. Brazlândia – Política regional — 2 comentários
  2. Alunos concluem curso de Ecoturismo e Fotografia — 2 comentários
  3. Obras do Balneário Veredinha em Brazlândia está prevista para ter inicio no final deste mês — 2 comentários
  4. Violência — 2 comentários
  5. HOMENAGEM AOS BOMBEIROS — 2 comentários

Listas de posts do autor

dez 05

Administração inicia limpeza geral na cidade

12 (1)

 

 

Texto: Samuel Barbosa
Fotos: Iderlon Calasancio

Com a proximidade dos festejos de final de ano, a Administração de Brazlândia iniciou, nesta quarta-feira (3), osserviços de retirada de entulhos, galhos, roçagem e limpeza de ruas, áreas públicas, canteiros centrais das avenidas e praças e, principalmente, em locais de grande circulação. Os trabalhos são divididos em duas equipes, com mais de seis caminhões tipo caçamba, duas pás carregadeiras e duas retroescavadeira e tratores tipo roçadeira, além de roçadeiras costais estão intensificando os trabalhos. Uma equipe começou13 pela quadra 33 e outra pelo Setor Tradicional. A orla do Lago Veredinha, o principal cartão postal da cidade, também está recebendo o trabalho de limpeza e roçagem.

De acordo com o administrador de Brazlândia, Vadson Ramos, a operação será realizada principalmente nas vias mais movimentadas e em estado mais crítico. “Queremos que Brazlândia seja exemplo de limpeza e organização e esta gestão está compromissada em trabalhar para que isso se realize. Todas as ruas e avenidas de Brazlândia serão beneficiadas com o serviço. Estamos empenhados em realizar este trabalho para que a comunidade possa transitar com segurança e comodidade”, frisou o administrador Vadson Ramos.

Para a moradora da quadra 33, Joana Moreira do Carmo, 51, o trabalho de retirada de lixo da rua veio na hora certa. “Estava preocupada com o lixo acumulado aqui na rua porque, além dos insetos que invadem nossas casas, tem risco de doenças e principalmente o mosquito da dengue”, desabafou a moradora.

Os serviços estão sendo acompanhados de perto pelo administrador. A expectativa da Administração é que, até o fim deste ano, toda a cidade esteja limpa para as festas de final de ano.

O resultado deste trabalho intensivo será a melhoria na qualidade de vida de quem mora em Brazlândia, o que é um compromisso do governo. Uma cidade limpa e organizada é mais agradável para se viver. Esse é o desejo de toda a população e o objetivo do Governo do Distrito Federal e da Administração de Brazlândia, que não tem medido 12esforços para que isso aconteça.

///////////////////////////////////////////////
Assessoria de Comunicação
Administração de Brazlândia – RA IV
Fones: (61) 3479.8030/ 3479.8047/ 9122.5308
Área Especial 04, Lote 01 – Brazlândia-DF
www.brazlandia.df.gov.br

dez 05

Inflação oficial fica acima da meta pelo 4º mês seguido, diz IBGE

A inflação oficial do país, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), ganhou força em novembro – e seguiu acima do teto da meta do governo pelo quarto mês seguido.

Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o IPCA ficou em 0,51% em novembro, acima da taxa de 0,42% do mês anterior.

Em 12 meses, o indicador acumula alta de 6,56%. Desde agosto, esse índice se mantém acima de 6,5%, o teto da meta de inflação estipulada pelo governo. Essa meta, no entanto, só vale para anos fechados – ou seja, o governo só terá descumprido a meta se a inflação em 12 meses seguir acima de 6,5% em dezembro.

No acumulado do ano, até novembro, o índice é de 5,58%.

A carne foi o produto com maior alta de preços entre agosto e setembro em Sorocaba (Foto: Reprodução/TV Tem)Alta da carne exerce pressão sobre o custo de vida
(Foto: Reprodução/TV Tem)

Carne
Pelo terceiro mês seguido, a carne foi o item que mais pesou na alta da inflação em novembro, contribuindo com 0,09 ponto percentual da taxa. Os preços subiram em média 3,46% em novembro, mais que em outubro (1,46%) – e acumularam alta de 17,81% no ano e de 20,56% em 12 meses.

Segundo Eulina Nunes dos Santos, coordenadora de índices de preços do IBGE, a carne representa 2,7% do IPCA. “Isso é muito coisa”, afirmou. “Durante todo o ano a carne exerceu pressão sobre o custo de vida e hoje já estamos perto de 18% de aumento”.

“A seca prejudica os pastos, não há gado suficiente para abate. Além disso, as exportações têm sido muito fortes, principalmente da Rússia, que deixou de comprar dos Estados Unidos para comprar do Brasil. Não só carne, mas queijo e frango. Então, é uma pressão de demanda”, diz a coordenadora do IBGE.

A seca prejudica os pastos, não há gado suficiente para abate. Além disso, as exportações têm sido muito fortes. (…) É uma pressão de demanda”
Eulina Nunes dos Santos, coordenadora do IBGE

Com esses resultados, o grupo alimentação e bebidas foi responsável por 37% do IPCA de novembro, com a maior variação e o maior impacto no mês.

“Este ano foi praticamente marcado pelos alimentos e alguns administrados (preços que têm sua variação administrada pelo governo, como contas de luz). Além do sobe e desce das commodities, nós tivemos problemas sérios climáticos que prejudicaram as lavouras (…). Então, os alimentos foram marcantes no sentindo de definir os movimentos da série do IPCA”, explicou Eulina.

Gasolina
Em segundo lugar no ranking dos principais impactos vem a gasolina, que contribuiu com 0,07 ponto percentual da taxa. De acordo com o IBGE, o preço do litro da gasolina ficou 1,99% mais caro, refletindo, nas bombas, parte do reajuste de 3% nas refinarias, em vigor a partir de 7 de novembro. Goiânia foi destaque, com alta de 7,95% no mês.

Batata
Terceiro maior impacto no IPCA, a batata-inglesa ficou 38,71% mais cara, depois de registrar uma queda de 5,95% no preço em outubro. Em Salvador, a alta de preços chegou a 75,49%. “Mas o peso dela não é tão importante no orçamento da gente quanto a carne”, diz Eulina.

Torres com linhas de transmissão de energia começam a ser instaladas (Foto: Taísa Arruda/G1)Energia mais cara afeta a inflação
(Foto: Taísa Arruda/G1)

Eletricidade
Com alta média de 1,67%, a energia elétrica contribuiu com 0,05 ponto percentual do IPCA de novembro. As maiores variações foram registradas em Fortaleza (10,18%) e Salvador (6,97%), em decorrência de aumentos no PIS/Pasep/Cofins, além do Rio de Janeiro (8,83%), onde ocorreu reajuste de 17,75% em 7 de novembro em uma das concessionárias.

De acordo com Eulina, em 2013 houve queda de 15% no preço da energia, o que ajudou a conter a inflação naquele ano. No entanto, de acordo com ela, isso não aconteceu em 2014. “As tarifas que haviam sido contidas lá aumentaram agora por conta de todas as questões que o país está vivendo com a estiagem e o problema da água”, afirma. Com isso, junto com as carnes, o item está entre os que mais impactaram a inflação este ano.

Serviços
Os principais impactos do setor de serviços no mês de novembro, segundo o IBGE, são o conserto de automóvel seguido de refeição fora de casa, aluguel e cabelereiro. Em seguida vem empregada doméstica.

Índices regionais
Nos índices regionais, o maior foi o de Goiânia (1,21%), onde os combustíveis (7,84%) foram responsáveis por 0,53 ponto percentual do índice do mês, com alta de 7,95% na gasolina e de 9,70% no etanol. O aumento de 3,28% nos preços dos alimentos consumidos no domicílio também pressionou o resultado. O menor índice foi o de Vitória (0,03%), com as contas de energia elétrica 6,73% mais baratas em função das alíquotas do PIS/Pasep/Cofins.

A aceleração da taxa se deu quase em todas as regiões metropolitanas, segundo o IBGE. “Essa aceleração da taxa foi praticamente em todas as regiões metropolitanas de outubro para novembro. Goiânia liderou passando de 0,78% para 1,21%. Fortaleza foi para 0,81%. E, praticamente, os responsáveis por esse avanço foram os alimentos”, diz Eulina Nunes dos Santos.

“Quando a gente olha o resultado no ano e os últimos 12 meses, vê que eles estão chegando perto. As taxas estão tendendo a ficar mais próximas. E o Rio de Janeiro lidera tanto o resultado no ano quanto nos 12 meses, com 6,13% e 7,37% [respectivamente]”, completou.

Inflação pelo INPC
Nesta sexta-feira, o IBGE ainda divulgou o comportamento da inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), que variou 0,53% em novembro, acima do índice de 0,38% de outubro em 0,15 ponto percentual. No ano, o indicador acumula alta de 5,57%, acima da taxa de 4,81% relativa a igual período de 2013. Em 12 meses, o índice é de 6,33%, próximo dos 6,34% relativos aos 12 meses anteriores. Em novembro de 2013, o INPC havia sido 0,54%.

O INPC se refere às famílias com rendimento monetário de um a cinco salários mínimos e abrange 10 regiões metropolitanas do país, além de Brasília e dos municípios de Goiânia e Campo Grande.

Fonte: G1 GLOBO

Página inicial

dez 03

Congresso encerra votação de vetos presidenciais e inicia apuração nominal

939213-pln 360002O Congresso Nacional encerrou, há pouco, a votação dos vetos da presidenta Dilma Rousseff a dois projetos de lei aprovados pela Câmara dos Deputados e pelo Senado. A oposição insistiu na obstrução, na tentativa de impedir a apreciação do projeto de lei que modifica a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), em vigor para alterar a meta do superávit primário. As votações de hoje (3) ocorrem sem a presença de público nas galerias da Casa.
Deputados e senadores também aprovaram requerimento de encerramento de discussão e da votação dos vetos presidenciais. Encerrada essa etapa, foi iniciada a apuração dos votos, sob responsabilidade de uma comissão de deputados e senadores.
A apuração é manual, com abertura da cédula de papel e o anúncio nominal do voto dos deputados e senadores. Neste momento, a contagem é feita na Câmara. O pedido para esse tipo de apuração é da oposição e foi aceito pela Mesa Diretora do Congresso.
Após a apuração, começa a discussão do projeto de lei que trata do pagamento de aposentadoria e pensões a ex-funcionários da Varig. O projeto foi apresentado para resolver problemas decorrentes da falta de recursos do fundo de pensão Aerus. O projeto autoriza a União a indenizar os participantes do Instituto Aerus de Seguridade Social e do Fundo de Previdência Complementar (Aerus).
Só depois da apreciação do projeto é que será iniciada a votação do projeto de lei que altera a meta fiscal para 2014, que vem causando polêmica e divergências entre aliados do governo e oposição.

Fonte: AGÊNCIA BRASIL

Página inicial

dez 03

MINISTÉRIOS POLÍTICOS EM LEILÃO: 6 PASTAS COM MAIS VERBA TÊM DONO, MAS 17 ESTÃO EM ABERTO

Armando-monteiro-size-598Escolhidos os ministros Joaquim Levy, Nelson Barbosa, Alexandre Tombini (técnicos) e mais Armando Monteiro Neto
(PTB ) e Katia Abreu (PMDB) restam para as pastas essencialmente de rateio político-partidário com a base, 17 pastas.
Excluímos dessa relação as pastas do Palácio do Planalto que são da assessoria direta da presidente Dilma. Casa Civil e Articulação Política e Secretaria-Geral da Presidência, embora distribuídas a políticos e a partidos, no caso, o PT.
Dos ministérios que faltam escolher na esfera politico-partidária leva-se em consideração que Comunicações, Desenvolvimento Agrário, Desenvolvimento Social e Meio Ambiente (todos do PT), Transportes (PR) e Trabalho (PDT) já estão com seus donos demarcados.
Numa segunda lista,em leilão, sete ministérios por hierarquia de montante de orçamentos: Educação, Saúde, Integração, Cidades, Comunicações e Minas e Energia e Secretaria de Portos. Candidatos: PMDB, PT, PSD, Pros e PP.
Numa terceira lista, com orçamentos menores e abacaxis para descascar: Previdência, Esportes, Ciência e Tecnologia e Cultura. Candidatos: PMDB, PCdoB e PT.
Na quarta lista, os sem-verba: Justiça, Aviação Civil, Pesca, Assuntos Estratégicos, Pequena e Média Empresa. Candidatos: PMDB, PT.

 

Fonte: CARTA POLIS

Página inicial

dez 02

O exercício de 2 minutos que pode transformar completamente o seu dia

meditacao
Você quer combater o estresse e aumentar a sua energia? Aqui está como fazer isso em 2 minutos

Os benefícios da respiração e meditação são inegáveis: apenas alguns minutos de relaxamento pode tornar a sua mente mais nítida, os seus sentidos mais alerta e todo o seu corpo mais pacífico.

Mas e na prática, como funciona? Ter tempo para se afastar e meditar pode parecer assustador, para não mencionar toda a dificuldade em começar.

Então, o que um estressado profissional pode fazer na sua rotina de trabalho agitada para ficar mais tranquilo? Aqui estão 2 exercícios rápidos que qualquer pessoa consegue fazer para espantar o estresse.

Para aumentar a energia

Você está tentando se sentir mais forte?

Crie um temporizador com a contagem de 2 minutos, feche os olhos, e então inspire o ar 4 vezes e expire 3 vezes.

A inalação do ar estimula o sistema nervoso simpático, ajudando você a se sentir animado e ativo.

Este é um grande exercício de respiração para tentar na parte da manhã, ou antes de ir para uma reunião cansativa no final de um longo dia.

Para se sentir mais calmo

Para se sentir mais calmo, tente o padrão respiratório oposto: inspire 3 vezes e expire 4 vezes. Isso desencadeia o seu sistema nervoso parassimpático que ajuda você a relaxar.

Com apenas 2 minutos você pode transformar o seu dia inteiro, principalmente sua produtividade e a maneira com que você reage aos acontecimentos.

Fonte: JORNAL DO EMPREENDEDOR

Página inicial

dez 01

Creches alegam falta de repasse do GDF e não abrem nesta segunda

Pelo menos 15 instituições fecharam as portas, diz representante de ONGs.
Às 9h, Secretaria de Educação informou que estava apurando a situação.

“As creches têm arcado com os custos com recursos próprios. São três, quatro meses sem receber, de maneira que o primeiro mês se paga com sacríficio, assim como o segundo, mas depois chega a um ponto em que não tem mais dinheiro”, afirma. “E agora tem o 13º salário, cuja primeira parcela já venceu. É um salário a mais, e a despesa continua.”
Silvano afirma que não é a primeira vez que os atrasos ocorrem, mas a situação se agravou porque o GDF conveniou 28 creches a mais nos últimos anos. “Como essas entidades são desconhecidas pela comunidade, a situação está mais grave do que ficava antes, porque não recebem doações”, afirma.
O presidente da organização disse que as instituições só vão reabrir depois que o pagamento integral for feito. Ele afirmou que ainda não foi procurado pelo GDF para uma negociação.
Prejuízo
A mãe Ivana Sousa afirma que teve que cancelar duas faxinas marcadas para esta segunda por conta da paralisação, e por isso, perdeu R$ 280. A filha de 3 anos frequenta a Ipê Amarelo, em Ceilândia. “Eles me avisaram na sexta-feira que iam fazer a paralisação para ver se resolve a situação. Eles dizem que funcionários já estão há quase cinco meses sem receber, já acabaram os alimentos e que não têm como manter as crianças lá”, afirma.
“Amanhã, se não abrir, não sei como é que vou fazer. Estamos perdidos, porque confiamos no serviço. A gente até entende o lado deles, é muito complicado para o pessoal trabalhar de graça.”
A filha da diarista Másia Maria de Carvalho, matriculada na Juriti, em Samambaia, também teve que ficar em casa nesta segunda. “Soube na hora que fui deixar ela que a creche estava interditada porque o governo não pagou os trabalhadores”, diz a mãe da criança de 2 anos. “Se não voltar essa semana, vou ter que achar uma pessoa para ficar com ela para poder ir trabalhar. A babá cobra R$ 50, e minha diária é R$ 80. Mas tem que pagar uma pessoa para olhar.”
Também matriculada na Juriti, a filha de 4 anos de Coracir Gomes também foi obrigada a ficar em casa. “Eles mandaram um bilhete avisando na sexta-feira, mas não falaram o dia que retornam”, diz. “Estou de férias, mas, se não estivesse, teria que deixar de ir trabalhar.”

Fonte: G1 GLOBO

Página inicial

nov 26

Lançamento da Pedra Fundamental para a construção da 1ª Casa de Cultura de Brazlândia

O projeto terá espaço para trabalhos culturais e sustentáveis.

Fotos3

Fotos: Antônio Marques

Fotos8Na tarde da última sexta-feira (21), no Parque Veredinha – Antigo ‘Mãos ao Barro’, ocorreu o Ato de Lançamento da Pedra Fundamental para a construção da 1ª Casa de Cultura de Brazlândia. Foi apresentada a planta e a intenção do projeto, que está sendo realizado por uma empresa de arquitetura com concepções sustentáveis.

O projeto terá diversas áreas para realização de trabalhos culturais e sustentáveis. Contará com salão para exposições, aulas de dança, circo e apresentações; pátio para aulas de capoeira, cine aberto e apresentações; espaço para reciclagem, marcenaria, tapeçaria, pinturas e cerâmica; sala multimídia; praça para aulas ao ar livre; auditório, camarim e área de projeção, entre outras.

Após a apresentação do projeto, a Pedra Fundamental para a construção foi descoberta a apresentada a todos. Estiveram presentes, além da precursora Elza Caetano e os engenheiros-arquitetos que apresentaram a planta do projeto, cerca de 40 moradores; representantes da comunidade; o Gerente de Turismo, Marcos Aurélio Martins, representante da Administração Regional; o Secretário de Políticas Raciais, Veridiano Custódeo e o Deputado Distrital Joe Valle.

O evento continuou com exposição de artesanato e quadros de artistas locais, bem como comidas afro-típicas, grupos de dança e músicos da cidade.

Por: Williane Costa

Página inicial

nov 26

Pronatec vai beneficiar pessoas com deficiência, população de rua e adolescentes

{4BBDACCB-6030-CE13-0EC6-1BCBDC1D46B3}O Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec) terá uma modalidade para beneficiar pessoas com deficiência, adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas e moradores de rua. O chamado Pronatec Direitos Humanos teve as regras e critérios para a execução e monitoramento definidas em portaria da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH) publicada hoje (26) no Diário Oficial da União.
De acordo com a portaria, a modalidade será dividida em três grupos: Pronatec Viver Sem Limite, Pronatec Sinase e Pronatec População de Rua.
A qualificação e aperfeiçoamento profissional desses grupos será feita dentro das regras do programa, estabelecidas pelo Ministério da Educação, a partir de demandas apresentadas pela SDH.
A secretaria vai atuar em conjunto com órgãos estaduais, municipais e organizações da sociedade civil para identificar demandas e organizar a seleção e a pré-matrícula dos beneficiários.
Assim como nas outras modalidades do programa, os cursos do Pronatec Direitos Humanos serão ofertados pelas instituições das redes federal, estadual e municipal de educação profissional e instituições dos serviços nacionais de aprendizagem.
Criado em 2011, o Pronatec já ofereceu cerca de 7,5 milhões de vagas. A meta do governo é chegar a 8 milhões até o fim de 2014, antes da segunda etapa do programa, que deverá oferecer 12 milhões de vagas entre 2015 e 2018.

Fonte: AGÊNCIA BRASIL

Página inicial

nov 26

Brazlândia: DF-430 recebe manutenção na sinalização de trânsito

26-11-2014- Foto Antônio Marques-46 (1)

Foto Antônio Marques

26-11-2014- Foto Antônio Marques-9Com o objetivo de melhorar a segurança no trânsito e orientar pedestres e motoristas, o Departamento de Estradas de Rodagens do Distrito Federal – DER-DF, por meio do Núcleo de Sinalização Viária, está implantando placas e revitalizando a sinalização de trânsito vertical na rodovia DF-430, estrada do Rodeador.

A via recentemente recebeu iluminação em toda a extensão com instalação de mais de 470 postes melhorando a segurança e o conforto aos motoristas, agricultores e pedestres dos setores rurais Chapadinha, Rodeador, Capão da Onça, entre outros, que usam a via diariamente.

A nova sinalização faz parte do conjunto de ações do Governo do Distrito Federal (GDF), por meio do DER-DF, para proporcionar um trânsito mais seguro e com maior fluidez na cidade.

Por: Samuel Barbosa

Página inicial

nov 25

Brasil vai enfrentar Colômbia, Peru e Venezuela na primeira fase da Copa América

Copa_América_2015_logoA Confederação Sul-americana de Futebol (Conmebol) sorteou nesta segunda (24) os grupos da Copa América de 2015 que será disputada no Chile. A competição vai reunir todas as seleções sul-americanas e mais duas convidadas: o México e a Jamaica. O Brasil será o cabeça do grupo C que contará também com a Colômbia, Peru e Venezuela.

Os brasileiros vão estrear contra o Peru no dia 14 de junho de 2015, na cidade de Temuco. No dia 17 de junho, a seleção enfrentará a Colômbia em Santiago. O último jogo da fase de grupo será no dia 21 de junho contra a Venezuela, também da capital chilena.

O grupo A será formado pelo Chile, México, Equador e Bolívia. O grupo B contará com a Argentina, Uruguai, Paraguai e Jamaica. A Copa América 2015 vai acontecer entre 11 de junho e 4 de julho.

Regulamento

Os dois primeiros colocados de cada grupo e mais os dois melhores terceiros lugares gerais disputam as quartas de finais. As quartas de final e a semifinal serão disputadas em jogo único sem prorrogação. Se os jogos terminarem empatados, a partida será definida nos pênaltis. Somente na grande final estará prevista a prorrogação seguida de pênalti, caso o jogo persista empatado.

Confira quais são os grupos da Copa América 2015

Grupo A Grupo B  Grupo C
Chile Argentina Brasil
Equador Uruguai Peru
Bolívia Paraguai Colômbia
México Jamaica Venezuela

Fonte: EBC

Página inicial

nov 25

Brasil vai produzir medicamento inovador contra tuberculose

Risco  de  contrair  tuberculose  é  44  vezes  maior para moradores de rua  Tânia Règo - Agência BrasilO Instituto de Tecnologia em Fármacos, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), obteve hoje (24) o registro de novo medicamento contra a tuberculose, o 4 em 1, que reúne quatro princípios ativos em um só comprimido. O deferimento foi dado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). De acordo com a Fiocruz, somente no ano passado, o Brasil registrou 71.123 novos casos da doença.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), essa formulação em dose fixa combinada é a mais eficaz no combate à tuberculose. O medicamento permite melhor adesão e redução das taxas de abandono do tratamento, que é demorado. Os princípios são: rifampicina, isoniazida, pirazinamida e etambutol.

A fabricação do 4 em 1 por Farmanguinhos é fruto de parceria feita em 2010 com o laboratório indiano Lupin. De acordo com a gerente do projeto na Coordenação de Desenvolvimento Tecnológico da Farmanguinhos, Gisele Moreira, ao longo de três anos, o instituto receberá gradualmente a tecnologia para a produção no Complexo Tecnológico de Medicamentos (CTM), no Rio de Janeiro.

“De acordo com o cronograma, a produção em Farmanguinhos deve começar em 2017”, informou Gisele. Nesse período inicial, o laboratório indiano se compromete a abastecer o Sistema Único de Saúde (SUS) com o medicamento.

Segundo o Ministério da Saúde (MS), anualmente, o Brasil gasta cerca de R$ 11 milhões em ações contra a tuberculose. Com o 4 em 1, a Farmanguinhos ampliará para quatro a linha de medicamentos para tratamento da doença, já que produz também a etionamida, a isoniazida e a isoniazida + rifampicina.

A tuberculose é uma doença infecciosa e transmissível, que afeta principalmente os pulmões. São notificados anualmente cerca de 6 milhões de novos casos em todo o mundo. Embora curável em praticamente 100% das novas ocorrências, a doença mata mais de 1 milhão de pessoas por ano, informa a Organização Mundial da Saúde. A tuberculose matou mais de 4,4 mil brasileiros em 2012.

Entre os mais vulneráveis à doença estão os moradores de rua, cujo risco de infecção é 44 vezes maior do que o da população geral. Em seguida, vêm as pessoas com HIV/aids, cujo risco é 35 vezes maior, a população carcerária, com 28 vezes mais risco, e os indígenas, com risco três vezes maior.

Por: Flavia Villela – Repórter da Agência Brasil Edição: Nádia Franco
Fonte: Agência Brasil

Página inicial

nov 24

Pressão política americana dificulta legalização das drogas, diz jornalista

925478-americanos__abr1334A pressão política exercida pelos Estados Unidos dificulta iniciativas de legalização das drogas em outros países do mundo, disse hoje (24) o advogado e jornalista norte-americano Glenn Greenwald. Ele falou à Agência Brasil depois de participar de um seminário sobre a legalização das drogas no Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.

Greenwald, que vive no Rio de Janeiro, ficou mundialmente conhecido por divulgar a informação, vazada pelo ex-agente de inteligência americano Edward Snowden, de que os Estados Unidos espionavam a comunicação de empresas e chefes de Estado de vários países.

O jornalista americano também é autor de um estudo sobre o impacto positivo da descriminalização do uso de drogas em Portugal. “A guerra contra as drogas é muito importante para os Estados Unidos. Eles colocam muita pressão sobre os países que consideram alternativas ao sistema de criminalização [do uso das drogas]. Foi por isso que, quando Portugal considerou alternativas à criminalização, os Estados Unidos disseram que eles não podiam considerar a opção da legalização, porque havia tratados internacionais”, disse Greenwald.

A maioria dos países-membros das Nações Unidas é signatária dos tratados internacionais de combate às drogas, que estabelecem que esses Estados criminalizem a produção e o comércio de substâncias como a maconha e a cocaína. “Agora há países que estão percebendo que o sistema de criminalização não funcionou bem e que a descriminalização [como feita em Portugal] não é suficiente”, ressaltou Greenwald.

Um desses países é o Uruguai, que há um ano decidiu legalizar a produção, o comércio e o consumo da maconha, como forma de reduzir a violência, diminuir o número de presos e enfraquecer financeiramente os traficantes de drogas, disse a médica uruguaia Raquel Peyraube.

Raquel que também participou do seminário no Tribunal de Justiça, é assessora do Instituto de Regulação e Controle da Cannabis (Ircca), órgão do governo uruguaio responsável pela implantação da política de regulação do mercado de maconha no país. Segundo a médica, o Uruguai recebeu pressão de outros países para que não levasse a política adiante, mas manteve a decisão.

Ativistas fazem ato público na Esplanada dos Ministérios em defesa da regulamentação da maconha no Brasil para uso medicinal, recreativo, religioso e industrial (Valter Campanato/Agência Brasil)
Uruguai legalizou, há um ano, produção, comércio e uso da maconha Valter Campanato/Agência Brasil

915924-marcha da maconha_vac6046“A imprensa mundial está lá no Uruguai e diz: ‘Pensamos que chegaríamos aqui e estaria todo mundo drogado’. Essa é a fantasia da proibição, mas não aconteceu nada disso. Nada mudou. As pessoas continuam na mesma atitude”, afirmou Raquel.

Segundo ela, cerca de 2 mil pessoas se registraram como produtoras para consumo próprio e há cerca de 30 clubes de cannabis sativa (maconha) cadastrados no país.

A médica informou que a venda nas farmácias só deve começar em março do ano que vem, já que atualmente está sendo feita uma licitação para escolher os produtores comerciais que poderão trabalhar no país. Mais de 20 empresas uruguaias e estrangeiras se apresentaram para concorrer na licitação.

O seminário Drogas: Legalização+Controle foi promovido pela organização não governamental Leap Brasil, que reúne policiais e juízes que defendem a legalização das drogas no país.

Fonte: AGÊNCIA BRASIL

Página inicial

nov 22

Ordem judicial determina fechamento de avenida em Brazlândia DF

Na manhã deste sábado (22/11) uma das vias de maior circulação de veículos e pedestres entre o Setor Tradicional e o Setor Veredas em Brazlândia-DF  foi fechado por ordem judicial.

_MG_6350

Foto: Alef Marques

_MG_6339 De acordo com os moradores do local a decisão arbitrada é em favor da manutenção de posse referente ao PROCESSO Nº 2005.01.1.008341-5, que autoriza o fechamento e que  permaneça cercada por tempo indeterminado, ou até que a situação seja resolvida.

Segundo os proprietários das chácaras o motivo foi a falta de pagamento de uma indenização devida e ainda não quitada pela Terracap. “Sabemos que atrapalha a vida de muita gente mas não temos alternativa diante do descaso dos responsáveis em resolver o problema” declarou uma moradora do local.

Da redação / Iderlon Calasancio

_MG_6344

 

 

Confira a Sentença:

Nº 2005.01.1.008341-5 – Cumprimento de Sentenca – A: NILZA LEITE GONCALVES. Adv (s).: DF003054 – Manoel Beltrao da Silva. R: TERRACAP COMPANHIA IMOBILIARIA DE BRASILIA. Adv (s).: DF011880 – Miguel Roberto Moreira da Silva. A: VILMAR GOMES LEITE. Adv (s).: (.). A: EDILZA GOMES DE CARVALHO. Adv (s).: (.). A: MARILZA GOMES FERNANDES. Adv (s).: (.). Alega a parte autora que a ré permanece praticando atos de turbação sobre a sua posse, não obstante o título judicial constituído nestes autos. Todavia, para que se configure o descumprimento da sentença – a ensejar a aplicação da multa fixada – é necessária a intimação pessoal da parte, na forma consolidada pelo c. STJ na Súmula 410 do STJ (“a prévia intimação pessoal do devedor constitui condição necessária para a cobrança de multa pelo descumprimento de obrigação de fazer ou não fazer”). Por tal motivo, expeça-se mandado de intimação pessoal da Terracap, consignando no documento o dispositivo da sentença de fls. 540/552. Int. Brasília – DF, sexta-feira, 12/09/2014 às 13h46. Carlos D. V. Rodrigues,Juiz de Direito .

 

Página inicial

nov 22

Prestadores de serviços do GDF lutam para receber salários e benefícios atrasados

servidoresjpg_193Em novembro, diversas categorias paralisaram suas atividades em protesto. Há relatos de funcionários que não recebem salários há quatro meses

Os problemas com as empresas que prestam serviço ao GDF ainda não terminaram. Há categorias em greve há mais de duas semanas. São auxiliares de serviços gerais, copeiros, merendeiros, ascensoristas, vigilantes. Alguns não receberam nem um real referente a outubro, outros não tiveram o valor dos benefícios depositado. Há, ainda, quem esteja trabalhando há quatro meses sem receber pelos serviços.

Ontem, em protesto, parte das categorias ocupou a frente do Palácio do Buriti, para pedir uma solução. A estimativa é de que o governo deva R$ 30 milhões a cada prestadora de serviço contratada.

No fim da tarde, representantes dos funcionários, das empresas e do GDF se reuniram e tiveram como resposta a promessa de pagamento das merendeiras e auxiliares de serviços gerais até segunda-feira. Dessa forma, estes funcionários devem voltar ao trabalho hoje. Caso o dinheiro não chegue, a greve será retomada na terça-feira.

A denúncia dos sindicatos patronais representantes das empresas de asseio, conservação, limpeza urbana, serviços gerais e vigilância privada é de que estão sem receber há mais de 90 dias. Mesmo assim, o GDF diz que “vem efetuando os pagamentos dentro do prazo legal”.

“Caso os serviços sejam paralisados, a empresa responsável poderá ser penalizada e ser registrada no cadastro de inidônea, o que significa que não poderá mais celebrar novos contratos”, alertou, em nota.

LIXO ATRAPALHA AULAS

O caso de funcionários terceirizados da limpeza e conservação é ainda mais longo. Eles dizem sofrer com atrasos no repasse de salários, tíquete-alimentação e vale-transporte há cerca de um ano. São mais de duas mil pessoas, contratadas pela empresa Juiz de Fora.

Isso afeta hospitais, administrações regionais e escolas. No Centro de Ensino Elefante Branco, na Asa Sul, professores e alunos têm se unido para diminuir a sujeira.

A estudante C.R., 16 anos, revela que voluntários são chamados para auxiliar na limpeza. “Os piores lugares são escadas e banheiro, o cheiro é insuportável. Toda semana tem alunos e professores limpando a escola”, conta. Não seria a primeira vez que voluntários deixam de assistir às aulas para contribuir. “Só neste ano deve ser a terceira ou quarta vez”, enumera J.L., 16.

VÍTIMAS DE UM JOGO DE EMPURRA

As 800 merendeiras que trabalham nas escolas públicas do DF pela GE Serviços Terceirizados dizem que não receberam nem um centavo no último mês. A empresa alega que aguarda um repasse de R$ 9 milhões, mas a Secretaria de Educação nega a existência de débitos. “Enquanto eles ficam nesse empurra-empurra, quem sofre somos nós”, reclama Mirtes Vieira de Melo, 53 anos, merendeira em uma escola de Samambaia Sul.

Ela classifica a situação como absurda, assim como Sueli da Silva, 40. A merendeira revela que o salário só é pago após paralisação: “Eles querem que a gente trabalhe sem receber. Isso é uma falta de respeito. Não valorizam nosso trabalho”.
Em nota, a Secretaria de Educação informou que os pagamentos estão dentro dos prazos contratuais. “É importante dizer que não há motivo para a suspensão de atividades nas escolas”, diz a pasta, destacando que deve ter reposição de aula para que os estudantes não sejam prejudicados.

VIGILANTES

Por sua vez, o Sindicato das Empresas de Segurança Privada, Sistema de Segurança Eletrônica, Cursos de Formação e Transporte de Valores (Sindesp) revela que pelo menos metade das empresas que terceirizam serviços de vigilância para o GDF não recebem há quatro meses. O DF possui 21,8 mil vigilantes registrados. Destes, 40% prestam serviços ao governo.
Audiência no Ministério Público do Trabalho deve tratar da denúncia de que a Secretaria de Saúde não vem cumprindo com as obrigações. Procurada, a pasta não se manifestou até o fechamento desta edição.

SAIBA MAIS

A reportagem não conseguiu contato com nenhuma das empresas que dizem ter problemas com os repasses do GDF. A informação é de que todos estariam reunidos em busca de soluções.

O Sindiserviços revela que existem outras pendências com os trabalhadores, como o pagamento das verbas rescisórias devidas para 400 ex-empregados da empresa Juiz de Fora.

Duas empresas de serviços gerais, Dinâmica e Ipanema, já teriam sinalizado que não têm como pagar o 13º salário aos funcionários do GDF. Procurada, a Ipanema não se manifestou.

Diretor da Dinâmica, André Carvalho informou que a empresa precisa dos repasses de setembro e outubro para fazer o pagamento aos terceirizados do GDF.

Fonte: JORNAL DE BRASÍLIA

Página inicial

nov 22

Uma em cada três mulheres é vítima de violência no mundo, mostra OMS

mulheresvale_estaUma em cada três mulheres é vítima de abusos físicos em todo o mundo, indica uma série de estudos divulgados hoje pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Entre 100 milhões e 140 milhões de mulheres são vítimas de mutilação genital e cerca de 70 milhões se casam antes dos 18 anos, frequentemente contra a sua vontade.

Os dados indicam que 7% das mulheres correm o risco de sofrer violência em algum momento das suas vidas.

A violência, exacerbada durante conflitos e crises humanitárias, tem consequências dramáticas para a saúde física e mental das vítimas.

“Nenhuma varinha de condão vai eliminar a violência contras as mulheres. Mas a prática revela que é possível realizar mudanças nas atitudes e nos comportamentos, que podem ser conseguidos em menos de uma geração”, afirmou Charlotte Watts, professora na Escola de Higiene e Medicina Tropical em Londres e coautora dos documentos.

Os investigadores apuraram que mesmo nos casos em que existe legislação forte e avançada de defesa das mulheres, muitas continuam a ser vítimas de discriminação, violência e falta de acesso adequado a serviços jurídicos e de saúde.

Os autores sustentaram que a violência contra as mulheres só vai retroceder se os governos colocarem mais recursos na luta e reconhecerem que ela prejudica o crescimento econômico.

O documento também sustenta que os líderes mundiais deverem mudar legislações e instituições discriminatórias que encorajam a desigualdade e preparam o terreno para mais violência.

Fonte: AGÊNCIA BRASIL

Página inicial

Posts mais antigos «

» Posts mais novos