«

»

jan 22

LUCRO DAS CONSTRUTORAS DO CENTRO ADMINISTRATIVO DO GDF IRÁ MUITO ALÉM DO ALUGUEL DE 15 MILHÕES

1111

Divulgação

Na minha visão o GDF está pagando dois empréstimos. Primeiro o consórcio pega R$ 600.000.000,00 emprestados com um grande banco, a exemplo o BNDES. Segundo, para compensar esse empréstimo, o consórcio cobra, além da taxa de juro cobrada pelo empréstimo, mais um percentual para cobrir esses custos.

Na minha opinião o GDF pegaria esse valor direto com o banco, ter pago o valor da obra direto à empresa e pagar uma taxa que, provavelmente, seria de 8 a 10% ao ano. Se o GDF fizesse o empréstimo de R$ 600.000,000,00 para bancar a obra, com juros de 10% ao ano ou 0,83% a.m, o valor da parcela para financiar o CENTRO ADMINISTRATIVO DE BRASÍLIA seria de R$ 5.780.000,00. Se fosse de 15% ao ano ou 1.25% ao mês, a parcela mensal seria de R$ 7.900.000,00, em 242 meses.
Parece-me, salvo engano, que tem R$ 6.000.000,00 “voando”, ao fim do contrato são R$ 1.452.000.000,00 bilhão a mais que poderia ser investido em outras áreas.
PARA ENTENDER: Durante 22 anos,as construtoras vão receber, R$ 17.000.000,00 ao mês ou R$ 4.114.000,000,00 bilhões ao fim do contrato. Os juros estão em 2.8% a.m. 32.4% ao ano. Qual empréstimo cobra isso? 686% de retorno + GPM.

Por: Fernando Vasconcelos, jornalista, publicou sua opinião em seu perfil no Facebook.

Fonte: Carta Polis

Página inicial