Pólio e Sarampo: Vacinação nacional é antecipada

Crianças com imunização em dia deverão receber as doses de reforço

1414748501A campanha de vacinação contra paralisia infantil e sarampo será de 8 a 28 de novembro. A iniciativa do Ministério da Saúde era para ocorrer somente em 2016, mas casos no exterior fizeram com que fosse antecipada. …

“Como temos 150 mil (casos) no mundo, isso serve de alerta. O Brasil está se antecipando e fazendo a campanha de segmento para aumentar a nossa proteção”, afirmou o seceretário de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde, Jarbas Barbosa. Segundo o Ministério, 10 países registraram casos de poliomielite em 2013 e, em 2014, 157 nações registraram 154.637 casos de sarampo.

As campanhas de segmento contra o sarampo, como é chamada esta de novembro, ocorreria de cinco em cinco anos, sendo que a última foi em 2011. Mais de 100 mil postos de saúde do país vacinarão crianças de 6 meses até 5 anos contra poliomielite, responsável pela paralisia infantil, entre 8 e 28 de novembro. No Distrito Federal, o objetivo é chegar a 160 mil crianças vacinadas — o ministério vai oferecer 192 mil doses para a capital.

A campanha de imunização foi divulgada ontem pelo Ministério da Saúde. No mesmo momento em que for vacinada contra a poliomielite, a criança também receberá a vacina tríplice viral, que protege contra o sarampo, a rubéola e a caxumba. Ambas serão dadas como reforço, por isso, devem tomá-las as crianças que tiverem com a carteira de vacinação em dia. Serão distribuídas 17,8 milhões de doses da vacina oral, em gotinhas, contra pólio. Elas servem como reforço às doses anteriores que devem ser tomadas nos primeiros meses de vida. Já as crianças que tiverem com a imunização atrasada, deverão tomar a vacina inativada poliomielite, que é injetável. A vacina tríplice viral também é injetável.

A intenção é imunizar 95% do público alvo, o que corresponde a 12,5 mihões de crianças contra paralisia e 10,9 milhões contra sarampo. Para ajudar os pais a atualizarem a carteira de vacinação dos filhos, o Ministério da Saúde atualizou o aplicativo Vacinação em dia para smartphones e tablets. Nele, é possível acessar a carteira eletrônica, infomações sobre as vacinas e receber lembretes para tomar segundas doses.

A partir da semana que vem, a campanha começará a ser veiculada em rádio, televisão e mídia impressa. O Zé Gotinha, como ocorre nos últimos anos, será o personagem principal. Mas ele terá a companhia das personagens infantis atuais, como Peppa Pig e Minions, nas peças publicitárias.

Erradicação
O Brasil erradicou a polio há 25 anos. Já o sarampo também teve a transmissão interna erradicada em 2000, no entanto, há registro de “casos importados” no país. O maior número desses casos ocorreu entre 2013 e este ano, quando houve 224 notificações em Pernambuco e 451 no Ceará. Como ainda não há mais de um ano desde que se iniciou o registro das ocorrências, o país ainda não tem uma transmissão sustentada, segundo critérios internacionais.

Altamente contagiosa
A poliomielite, comumente chamada de paralisia infantil, é causada pelo poliovírus, altamente contagioso e que pode infectar crianças e adultos por via fecal-oral e causar paralisia. As características mais comuns nas formas não paralíticas são febre, mal-estar, dor de cabeça, de garganta e no corpo, vômitos, diarreia, constipação, espasmos, rigidez na nuca e meningite. Se for paralítica, a infecção chega às células dos neurônios motores. Então, além dos sintomas comuns, ocorre a flacidez muscular que afeta, geralmente, um dos membros inferiores.
Fonte: Correio Braziliense. Por JULIA CHAIB. Foto: Internet – 31/10/2014 – – 07:43:37

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *